Pesquisar
Close this search box.

O Grande Reservatório

Siga-nos nas redes sociais

Para receber a edição impressa, faça seu cadastro clicando aqui.


 

O Grande Reservatório

Charles H. Spurgeon (1834-1892)

    “Acima de tudo que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4.23).

Você, que ama ao Senhor, permita-me levá-lo ao reservatório do seu coração e permita-me insistir na grande necessidade de manter o coração reto, se quiser que o curso de sua vida seja feliz para si e benéfico para os outros.

Mantenha seu coração cheio

Em primeiro lugar, entenda a necessidade de manter o coração cheio; e deixe que a necessidade o leve a fazer as seguintes perguntas: “Mas como conseguirei manter meu coração cheio?” “Como tornar fortes minhas emoções?”      “Como manter meus desejos acesos e meu zelo ardente?”

Cristão, há uma passagem que explica tudo isso. “Todas as minhas fontes são em ti”, disse Davi (Sl 87.7 ARA). Se você depositar todas as suas fontes em Deus, seu coração será cheio o suficiente. Se você for aos pés do Calvário, ali seu coração será banhado de amor e gratidão. Se você frequentar o vale do retiro (reclusão) e conversar com seu Deus ali, é lá que seu coração será cheio de serenidade e de determinação. Se você for com seu Mestre até o Monte das Oliveiras e, com ele, contemplar a perversa Jerusalém [a cidade onde você está plantado] e chorar por ela, então seu coração estará cheio de amor pelas vidas imperecíveis que se encontram ali.

Se você continuamente extrair seu impulso, sua vida, a totalidade de seu ser do Espírito Santo – aquele sem o qual você nada realiza; e se você viver em íntima comunhão com Cristo, você jamais precisará temer um coração ressequido. Aquele que vive sem oração; aquele que vive com pouca oração; aquele que raramente lê a Palavra; aquele que nunca olha para o céu em busca de nova direção e inspiração do alto – esse será o homem cujo coração ficará seco e estéril. Mas aquele que busca seu Deus em secreto; aquele que passa muito tempo em santo retiro (reclusão); aquele que tem prazer em meditar nas palavras do Altíssimo; aquele cuja alma já foi entregue a Cristo; aquele que tem prazer na plenitude do Senhor, que se alegra na total suficiência de Deus, que ora pela sua segunda vinda, que se alegra com a ideia da sua chegada – eu digo que esse homem certamente terá um coração transbordante. E, assim como é seu coração, assim será sua vida – uma vida plena.

Acima de tudo que se deve guardar, guarda o teu coração” e rogue ao Espírito Santo que o mantenha cheio, pois do contrário, as questões da sua vida serão frágeis, rasas e superficiais.

Mantenha seu coração puro

Ah, cristão, mantenha puro seu coração. Você pode perguntar: “Como conseguirei fazer isso?” Bem, havia um antigo riacho em Mara, em cujas águas os sedentos peregrinos no deserto foram beber; quando provaram, o gosto era tão repugnante que suas línguas e o céu da boca, mesmo ardentes como tochas e queimados pelo calor, não lhes permitiram beber daquela água amarga. Você lembra qual foi a solução prescrita por Moisés? É a mesma que prescrevemos para você. Ele tomou uma árvore e a jogou nas águas, que se tornaram doces e límpidas (Êx 15.25).

Seu coração é, por natureza, como as águas de Mara: amargo e impuro. Existe uma certa árvore, você a conhece, a árvore sobre a qual o Salvador foi pendurado, a Cruz. Tome essa árvore, deposite-a em seu coração; e, ainda que fosse ainda mais impuro do que de fato é, a doce Cruz, ministrada pelo Espírito Santo, transformará seu coração segundo sua própria natureza, e o tornará puro. Cristo Jesus no coração é a doce purificação. Ele se tornou para nós santificação (1 Co 1.30).

Eliseu jogou sal sobre as águas (2 Rs 2.21), mas nós devemos lançar sobre nosso coração o sangue de Jesus. Uma vez que conhecemos e amamos Jesus, uma vez que sua Cruz tenha se tornado o objeto de nossa adoração e o motivo do nosso deleite, o coração irradiará sua purificação, e a vida também se tornará pura. Ah! Que todos aprendamos a sagrada lição de firmar a Cruz em nosso coração! Cristão, ame mais seu Salvador! Clame ao Espírito Santo que você tenha mais afeição por Jesus. Então, por mais prazer ou ganho que seu pecado lhe proporcionar, você dirá com o poeta:

Agora, em virtude do amor que tenho pelo seu Nome,
O que para mim era lucro, considero perda;
A meu antigo orgulho, chamo minha vergonha,
E cravo minha glória em sua Cruz.

A Cruz no coração é o purificador da alma; depura e purifica as câmaras da mente. Cristão, mantenha seu coração puro, “porque dele procedem as fontes da vida”.

Mantenha seu coração sereno

Mantenha seu coração reto. Não permita que ele o fira de condenação. A respeito de Davi, o Espírito Santo disse: “Sentiu Davi bater-lhe o coração” ou “o coração de Davi o feriu” (2 Sm 24.10). A acusação do coração é mais dolorosa ao homem bom do que violentos golpes. É uma pancada que pode ser sentida; é como o ferro que entra na alma. Mantenha seu coração em bom ânimo.

Procure fazer com que a paz de Deus, que ultrapassa todo entendimento, guarde seu coração e mente por meio de Cristo Jesus. Dobre os joelhos à noite e, mediante uma total confissão de pecado, expresse sua fé em Cristo. Ao acordar, entregue seu coração a Deus e revista-se do perfeito amor e da santa fé, e você poderá sair pelo mundo, e, ainda que estivesse repleto de leões e tigres, sua confiança seria a mesma de Daniel quando foi lançado na cova dos leões. Mantenha seu coração sereno e sua vida será feliz.

Mantenha seu coração em paz, para que sua vida esteja em paz; pois do coração procedem as fontes da vida. E como isso é feito? Repito, devemos pedir ao Espírito Santo que pacifique o coração. Somente a voz que disse “acalme-se” à tempestade no mar da Galileia poderá acalmar as agitadas águas do tempestuoso coração. Nenhuma força consegue aquietar a tempestade da natureza humana, apenas a Onipotência. Clame poderosamente a Jesus. Ele ainda dorme no barco com sua igreja. Peça que ele acorde para que sua devoção não naufrague nas águas da discórdia. Clame para que ele lhe conceda paz e felicidade. Então em sua vida haverá paz; e use-a onde quer que esteja, nas dificuldades ou na alegria.

Um coração indivisível

Agora, o coração do homem tem energia para buscar plenamente apenas um objetivo. Você não pode dar metade de seu amor a Cristo e outra metade para o mundo. Ninguém pode servir a Deus e a Mamom, porque não há suficiente capacidade no coração para servir a ambos. Infelizmente, muitos tentam fazer isso, e falham nas duas áreas. Nunca vi alguém tentar caminhar nos dois lados da rua, exceto um embriagado – ele tentou de fato, mas foi uma tarefa muito desajeitada. Mas, sob o ponto de vista moral, já vi muitos tentarem caminhar nos dois lados da rua, e concluí que só poderiam estar com algum tipo de intoxicação, ou teriam desistido da tola empreitada.

Agora, se eu considerasse este mundo e seus prazeres dignos de meus anseios, eu os buscaria e os perseguiria, e não fingiria ser religioso. Mas se Cristo for Cristo, e se Deus for Deus, devemos entregar-lhe inteiramente nosso coração e não dividi-lo com o mundo. Seu Mestre se entregou inteiramente por você; entregue-se a ele sem reservas. Não retenha parte do valor. Renda-lhe todo impulso de seu coração; esforce-se para ter somente um objetivo e um propósito.

E, para esse fim, dê a Deus a guarda do seu coração. Clame por mais influências divinas do Espírito Santo, para que, quando sua alma estiver preservada e protegida por ele, ela possa ser direcionada para um curso, e somente um, para que sua vida flua de modo profundo e puro, límpido e pacífico; suas margens serão apenas a vontade de Deus, e seu único curso, o amor de Cristo e o desejo de agradá-lo.

Vida e amor abundantes

Bem, cristão, isso deve ensinar-lhe como manter seu coração cheio de riquezas. Nunca, jamais negligencie a Palavra de Deus – ela enriquecerá seu coração de preceitos, de entendimento – e então quando suas falas fluírem da boca, serão como seu coração, ricas, prazerosas e deleitosas. Encha seu coração de amor rico e generoso, e os rios que fluirão de suas mãos serão ricos e generosos como seu coração.

Acima de tudo, peça que Jesus habite em seu coração, e rios de água viva correrão de seu interior, mais ricos e mais prazerosos do que a água do poço de Sicar, do qual bebeu Jacó. Ah! Vá, cristão, para as grandes minas de riquezas, e clame ao Espírito Santo que torne seu coração rico para salvação. E sua vida e sua fala serão uma bênção para o seu próximo; quando o virem, sua face resplandecerá como o anjo de Deus.

– Adaptado de um sermão.

Gostou? Compartilhe...

WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook
Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue lendo

Conteúdo Relacionado

Deus e o Governo: Rei dos Reis

Asher Intrater Em frente à Casa Branca em Washington, DC, Asher nos lembra que Yeshua é tanto o Rei de Israel quanto o Rei dos

Mulheres, Ouro e Glória

Mulheres, Ouro e Glória Asher Intrater Se um homem de Deus deseja cumprir seu destino, se deseja dar frutos para o Reino de Yeshua (Jesus),

Deus e o Governo – Memorial MLK

A ideia de igualdade racial é um conceito bíblico. Se somos verdadeiros crentes na Bíblia, temos que acreditar e defender a igualdade étnica. É uma