Leitor Impacto

Siga-nos nas redes sociais

O Poder da Aliança

Asher Intrater

Um dos milagres mais poderosos da Bíblia ocorreu quando Deus parou o sol na oração de Josué (Js 10.13). Um dos homens mais justos da Bíblia foi Moisés, que alcançou o mais alto nível de santidade pessoal (Dt 34.10; Hb 3.5).

O milagre de Josué foi feito em resposta à exigência da aliança dos gibeonitas. Eles eram uma das tribos cananéias que Deus havia ordenado aos israelitas que destruíssem. Os gibeonitas fizeram uma aliança com o povo de Israel enganando Josué e os anciãos. Esses eram os piores termos possíveis para uma aliança divina. No entanto, com base nessa aliança, o milagre mais poderoso da história foi feito.

Um dia, Deus intentou matar Moisés porque ele havia esquecido de circuncidar seu filho (Êx. 4.24). Moisés havia esquecido de garantir seu acordo de aliança com Deus. Aqui estava Moisés, o humano mais justo segundo a Lei, em uma missão divina para liderar um dos maiores eventos da história bíblica, e Deus estava pronto para matá-lo.

Qual é o ponto? O poder está na aliança. A aliança mais injusta da história providencia o maior milagre, enquanto o homem mais justo da história é condenado à morte, quando se esquece de sua aliança.

Temos uma aliança eterna com Deus pela fé através de Yeshua (Jesus), o Messias. Não se baseia em nossa justiça, mas na Dele. Nós nos apoiamos nessa aliança. Confiamos nessa aliança. Nós somos um povo de aliança.

Cooperando com Deus

A aliança toca o próprio propósito da criação. Deus é amor (I João 4). O amor exige relacionamento. A aliança é o meio de assegurar esse relacionamento. Uma aliança é um compromisso com um relacionamento de longo prazo. É uma declaração de confiança nessa relação. É uma descrição dos termos em um relacionamento.

Quando duas pessoas firmam uma parceria comercial, elas precisam de um contrato para definir a parceria. Nossa aliança com Deus é um contrato de parceria. Ele nos dá tudo o que Ele tem em troca de tudo o que temos (Jo 17.10). A Nova Aliança não só nos dá perdão dos pecados, como nos torna plenos parceiros de Deus e coproprietários de tudo o que Lhe pertence (Rm 8.17, 32).

Uma vez que o propósito de Deus na criação era nosso relacionamento pessoal com Ele, Ele faz todas as coisas em cooperação conosco. Qualquer coisa fora desse relacionamento de aliança não vale o Seu envolvimento.

Deus não faz nada nesta terra sem compartilhar Seu plano com Seus profetas (Am 3.7) e parceiros de aliança (Gn 18.17). Os milagres são feitos por meio dos crentes que confiam em sua parceria de aliança com Deus. Deus não intervém em milagres na Terra sem a cooperação em fé de Seu povo.

Um relacionamento funciona nos dois sentidos. Confiamos na pessoa com quem nos relacionamos e nos esforçamos para ser confiáveis para ela. Temos fé em nossa aliança com Deus e nos esforçamos para sermos fiéis a Ele. A fé funciona por meio de uma relação cooperativa entre Deus e o homem.

Uma mulher não pode ter um bebê sem um homem; e um homem não pode ter um bebê sem uma mulher. São necessários dois. Eles estão unidos pela aliança do casamento. Da mesma forma, temos uma aliança com Deus que nos une a Ele. Dessa relação de aliança vem o poder milagroso de dar vida.

Respeitando as Alianças de Deus com Outros

Deus tinha um relacionamento pessoal de amor com Yeshua antes da fundação do mundo (Jo 17.23). Ele convida os seres humanos a entrar nesse mesmo círculo de amor. Nossa comunhão é tanto com Ele quanto uns com os outros (I Jo 1.3).

Se eu devo ser leal a você e você já tem uma aliança com outra pessoa, então eu tenho que ser leal a essa pessoa também. Deus fez uma aliança com Abraão. Abraão também tinha uma aliança de casamento com Sara. Portanto, Deus tinha que honrar a aliança de Abraão com ela também.

Deus deu direitos de aliança de primogênito a Isaque em vez de Ismael, porque Deus tinha que respeitar a aliança de Abraão com Sara. Se Agar ou Ismael ou qualquer outra pessoa desejasse ter um relacionamento de aliança com Deus, ele ou ela é livre para fazê-lo pela fé também.

Deus respeitou o casamento de aliança de Jacó com Lia como sua primeira esposa, mesmo que Jacó amasse mais Raquel, e mesmo que o casamento com Lia tenha sido provocado pelo engano de Labão. Eventualmente, o Messias nasceria de Judá, um dos filhos de Lia, não de Raquel.

Como Yeshua é o Rei de Israel, a nação de Israel possui uma aliança com Ele. Uma vez que Yeshua é o Cabeça da Igreja, a Igreja internacional também tem uma aliança com Ele. Como Israel e a Igreja têm uma aliança com Yeshua, eles também têm uma aliança um com o outro. Há uma parceria de aliança entre Israel e a Igreja, embora permaneça um mistério para a maioria (Ef 3.6).

Existem vários tipos de relacionamentos de aliança:

·         Nova Aliança com Deus através da fé,

·         Um homem com sua esposa através do casamento,

·         Uma congregação local através da filiação,

·         Pessoas em todas as nações através da cidadania,

·         Nos negócios através de um contrato de trabalho.

Uma aliança não é o objetivo. O relacionamento pessoal é o objetivo. A aliança é o meio para alcançar esse objetivo. A aliança contém as palavras nas quais nossa fé se baseia. É a estrutura para o nosso relacionamento de amor com Deus (Os 2.19-20).

Gostou? Compartilhe...

WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook
Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue lendo

Conteúdo Relacionado

Vento Forte a Noite Toda

Asher Intrater O Senhor disse a Josué que estaria com ele da mesma forma que estava com Moisés (Josué 1:5). De maneira semelhante, Yeshua disse a

A Presença Interior do Espírito Santo

Asher Intrater Os valores judaico-cristãos incluem padrões morais, fundamentos sociais e uma visão geral do mundo. Eles são essenciais à humanidade e a toda a